Monday, September 5, 2016

AH, O AMOR #42 (por Luiz Antonio Cancello)



— Posso ligar o rádio?

— Pode. Mas por que a gente não conversa?

— Já estou dirigindo há quase uma hora e você só disse uma ou duas palavras.

— Não tenho nada pra dizer. Mas você vai querer ouvir noticiário?

— Tem um jornal agora, é rápido. Depois a gente põe na estação que você quiser.

— Saco, você leu o jornal de papel quando levantou e ainda viu notícias na internet. O que pode ter acontecido de tão importante nas últimas duas horas?

— Tudo pode acontecer e eu gosto de me informar. A sua alienação me incomoda.

— Já te disse que eu vejo o essencial. Passo os olhos nas manchetes e leio o que me interessa.

— Você deve se interessar por poucas coisas.

— E você quer saber de tudo pra quê? Pra dizer que sabe?

— Para com isso. Posso ouvir o noticiário ou não? Tenho a permissão de vossa senhoria?

— Ouve aí. Depois a gente põe música, combinado?

— Tá bem. Gosto quando a gente se entende. Assim posso dirigir em paz.

— Também gosto de paz.

— Só uma pergunta. Quando a gente for escutar música você vai cantarolar junto com o rádio?

— Por que?

— Você sabe que me perturba. Não quero me irritar no volante.

— Não é possível. Não posso cantar? Vai me controlar até nisso?

— Até nisso? Eu não te controlo em nada. Só quero meu direito de escutar música sem interferência.

— Interferência? É isso que eu faço?

— É isso. Quero escutar a música no original, como foi gravada, pô.

— Vai dizer que eu canto mal?

— Não, de jeito algum. Canta divinamente. Sua vocação para backing vocal é insuperável.

— Você não me atinge. Eu sei que a minha voz é afinada.

— Olha, tive uma ideia. Pode ir treinando com o jornal.

— Com o jornal? Como assim?

— Vai narrando as notícias junto com o locutor.

— Eu vou é começar a gritar. De raiva.

— Espera um pouco. Deixa eu ouvir o jornal.


Luiz Antonio Guimarães Cancello
é Escritor, Psicólogo e Professor de Psicologia.
Foi editor, ao lado do poeta Jair Freitas,
da lendária revista cultural ARTÉRIA,
marco da Cultura Santista dos Anos 1980.
Possuí vários livros publicados,
alguns sobre Psicologia,
outros de Ficção,
que podem ser adquiridos
na Realejo Livros
(Marechal Deodoro, 2 , Tel: 13 3284-9146)
na Disqueria Santos
(Conselheiro Nébias, 850, Tel: 13 3232-4767)
ou pelo website
www.luizcancello.psc.com




No comments:

Post a Comment