Tuesday, January 31, 2017

CALLING DOCTOR LOVE: HIGIENE SENTIMENTAL PARA UMA VIDA SEXUAL SAUDÁVEL E SUPIMPA (#21)



Caro Doctor Love,
Meu marido é maluco por champagne, e eu, que sou apaixonadíssima por ele, adoro virar uma garrafa de champagne sobre meu corpo para que ele me lamba todinha. Tomo todos os cuidados para que a acidez da champagne não escorra para dentro da minha bucetinha e do meu cuzinho, provocando queimaduras e estragando a festa -- nada que quatro ou seis absorventes íntimos do tipo noturno bem posicionados na calcinha e com a região absorvente voltada para o lado de fora não resolvam. Ele vai à loucura. Ainda mais se eu estiver sem tomar banho por 24 horas ou mais. Diz ele que o contato da champagne com o sal que fica armazenado na pele provoca uma reação aromática mágica. Diz ele também que o perfume de uma "bucetinha suja" faz um contraponto magnífico com o bouquet da champagne espalhada pelo corpo. O que eu queria saber de você, Doctor Love, é: Que destilado ou fermentado combina melhor com o cheiro de um homem, para que eu possa participar ativamente dessa brincadeira também e deixe de lado meu posicionamento até agora apenas passivo? (Germana H, Itacoatiara RJ)



Cara Germana,
Consultei algumas amigas que gostam
de chupar seus parceiros por inteiro.
Uma delas recomendou Amaretto.
Outra recomendou Fragelico.
E uma terceira recomendou um bom brandy.
Tive uma namorada que dizia que minha pele
combinava bem com um assemblage
de tannat mesclado com merlot.
Se não for uma maravilha,
ao menos será uma opção bem em conta.
Experimente sem moderação,
mas não sem antes enfiar a rolha no cu dele,
para assim evitar queimaduras desnecessárias.
Bom Verão, Boa Sacanagem e Boa Sorte!



Caro Doctor Love,
Moro em Floripa, e acidentalmente inventei uma espreguiçadeira sob medida para quem gosta de fazer topless confortavelmente deitadona de braços. Minha patroa Matilda não viu que o tecido da espreguiçadeira havia rasgado e se deitou de bruços sobre ela. Quando tirou a parte de cima do biquini, tomou um susto quando sentiu o seu tetão esquerdo escorregando pela fenda que havia surgido no tecido, e se acomodando confortavelmente em pleno ar, a poucos centímetros da areia -- com direito a ventilação com a brisa do mar e tudo mais. Visionário que sou, pedi licença a ela, peguei meu canivete suíço e abri um outro talho no tecido na cadeira para que seu tetão direito pudesse se acomodar com o mesmo conforto do esquerdo. Minha patroa aprovou de imediato a iniciativa. Daí, fiquei animado e, aconselhado por Matilda, abri um terceiro talho no tecido para que homens como eu possam fazer bottomless sob o sol com suas bundas expostas e suas genitálias penduradas como linguiças defumadas. Corri para registrar nossa invenção e agora estamos procurando por investidores que queiram apostar nessa ideia revolucionária. Você conhece alguém que se habilite, Doctor Love? (Nivaldo T, Florianópolis SC)


Caro Nivaldo,
Você é um gênio.
Passei inbox para você o telefone
de um provável investidor aqui em São Paulo.
Fale com ele.
Bom Verão, Boa Ventilação Genital pra Vocês e Boa Sorte!



Caro Doctor Love,
Sou casado há 15 anos e sempre fui fiel à minha mulher, tanto que nunca pulei a cerca ao longo de todos esses anos. Mas confesso que sempre vibrei com a ideia de participar de ménages à trois femininos como "espectador ao vivo", daí passei a contratar prostitutas para desempenhar "situações picantes" que me viessem à cabeça -- só para mim, claro! Escolho os locais mais incertos para essas performances. Como cuido da segurança noturna de um shopping center, sinto que ainda devo levar alguns anos até esgotar as possibilidades que o Shopping pode oferecer. Minha mulher, no entanto, está com a pulga atrás da orelha, desconfiada que eu a estou traindo. Veio falar em separação um dia desses. Conto pra ela o que está realmente acontecendo, Doctor Love? (Gilmar W. São Paulo SP)


Caro Gilmar,
Não conte nada.
Negue veementemente.
Dê mais rola para ela do que o habitual,
que ela vai sossegar e desencanar.
E não dê mais bandeira, seu trouxa.
Se ela desconfiou de alguma coisa
é porque você andou dando bandeira.
Ah, cuidado para não perder o emprego.
A vida está fácil pra ninguém, meu caro.
Bom Verão, Boas Punhetas e Boa Sorte!




Odorico Azeitona vem escrevendo
sobre putaria e sacanagem
para LEVA UM CASAQUINHO
desde o início de 2014.
Expert gabaritadíssimo nesses assuntos,
decidimos convidá-lo para assinar
uma coluna de aconselhamento sexual
para nossos leitores mais atrapalhados.
Odorico não só adorou a ideia
como rapidamente se transformou
no conselheiro sexual menos ortodoxo
do lado de cá do Equador:
DOCTOR LOVE.




No comments:

Post a Comment