Tuesday, February 7, 2017

CALLING DOCTOR LOVE: HIGIENE SENTIMENTAL PARA UMA VIDA SEXUAL SAUDÁVEL E SUPIMPA (#22)


Caro Doctor Love,
Minha filha Sabrina é linda, adorável e pratica surf nos finais de semana, quando desce a Serra do Mar para o Guarujá. Como ela é lésbica, normalmente leva como acompanhante alguma namoradinha para nosso apartamento em Pitangueiras. Para mim e para minha mulher não há o menor problema nisso, já estamos acostumados a essa ideia e as preferências sexuais dela não nos incomodam de forma alguma. Mas alguns vizinhos nossos lá no Guarujá deram para implicar com ela, e se reuniram em um comitê para exigir que ela deixasse de levar suas namoradas para lá, alegando ser um ambiente familiar e insinuando que ela e suas meninas "fazem muito barulho durante a noite". O que eu faço, Doctor Love? Convoco meu advogado para peitar essa situação ou vendo o apartamento e compro outro em algum prédio mais liberal? (Telmo M, São Paulo SP)

Caro Telmo,
Aí vai depender de sua filha.
Se ela aguentar na boa a cara feia dos vizinhos,
processe já essa cambada de preconceituosos babacas.
Você vai ganhar na justiça, com certeza.
Consulte seu advogado para checar
a melhor maneira de fazer isso sem se aborrecer demais.
Depois que você ganhar a parada,
e tomar uma bela grana dessa gente,
aí sim recomendo mudar para um outro prédio.
Mas é com você, sua mulher e sua filha,
vocês é que sabem o que lhes convém.
Bom Verão, Boa Sacanagem e Boa Sorte!



Caro Doctor Love,
Moro em Vitória com minha namorada há dois anos, mas já estamos juntos há quase quatro anos. Desde que frequentávamos motéis, sempre tivemos o hábito de assistir filmes de sacanagem juntos para tentar repetir em casa o atletismo sexual daqueles heróis e heroínas da Oitava Arte: o Cinema XXX. Mas desde que começamos a ver filmes com uma atriz californiana dona de uma elasticidade impressionante, chamada Mia Malkova, a coisa toda virou um pesadelo para minha mulher. É que ela é extremamente competitiva, do tipo que só sossega quanto alcança seus objetivos, e passou a fazer diariamente uma ginástica de alongamento bem radical para tentar chegar perto das estrepolias que a lépida Mia Malkova faz quase brincando. Mas não adianta... ela não consegue... sua estrutura óssea simplesmente não permite... e ela está sofrendo com isso. Para piorar, por mais que eu carregue no meu pen-drive erótico filmes de diversas outras deusas XXX, ela sempre insiste para que eu exiba "alguma coisa da Mia Malkova", e nossa vida sexual tem sido uma bosta desde então. O que eu faço, Doctor Love? (Daniel M, Vitória ES)


Caro Daniel,
Primeira coisa: suma com os filmes da Mia Malkova.
Encha o pen-drive com filmes da Natalia Starr,
que pega bem mais leve que a Mia
mas gosta de dar o cu sorrindo assim como Mia.
Insista nisso até ela desencanar
e a vida sexual de vocês voltar a ser
tão boa quanto era antes.
Fique tranquilo: tem um caminho de volta para isso.
Mas você vai precisar ter muita paciência.
Bom Verão, Bons Filmes de Sacanagem pra Vocês e Boa Sorte!



Caro Doctor Love,
Minha mulher tem a bunda mais linda do mundo. Sou capaz de passar noites e noites acordado contemplando suas carnes majestosas esparramadas pela cama. Eu deveria ser o marido mais feliz do mundo -- mas, Infelizmente, tenho um bilau gigantesco e ela se nega a me deixar enfiá-lo no cuzinho dela, alegando que vou arrebentá-la toda. Por mais que eu insista que não é assim que funciona, e que é tudo questão de estimular da maneira certa e de entrar aos pouquinhos, não adianta: ela topa qualquer parada comigo, qualquer mesmo, menos dar o cuzinho. Resultado: tenho sido obrigado a comer uns cus por ai, e é muito ruim, pois, na verdade, eu não queria ser infiel a ela, eu só queria mesmo é comer o cuzinho dela, nada além disso. O que eu faço para conseguir convencê-la a dar o cu pra mim, e fazer de mim o homem mais feliz do mundo, Doctor Love? (Adilson L, Atibaia, SP)



Caro Adilson,
Quando uma mulher é irredutível numa questão como essa,
melhor não insistir, pois não é uma atitude  racional.
Eu recomendaria a você algo completamente incorreto politicamente:
comece a chupá-la toda enquanto ela dorme
e meta rola nela suavemente no meio da madrugada.
Repita esse procedimento padrão todas as noites.
Então, no dia em que você achar adequado,
aproveite que ela está bem amolecida pelo sono,
vire-a de lado, aponte sua jeba para o bundão dela,
lubrifique bem tanto a chapeleta quanto o tronco
e tente entrar no cuzinho dela bem de mansinho.
Se der errado, espere 1 ou 2 meses e insista novamente.
Um dia você vai conseguir.
Parabéns pelo belo rabo de sua senhora.
Bom Verão, Boa Sacanagem e Boa Sorte!



Odorico Azeitona vem escrevendo
sobre putaria e sacanagem
para LEVA UM CASAQUINHO
desde o início de 2014.
Expert gabaritadíssimo nesses assuntos,
decidimos convidá-lo para assinar
uma coluna de aconselhamento sexual
para nossos leitores mais atrapalhados.
Odorico não só adorou a ideia
como rapidamente se transformou
no conselheiro sexual menos ortodoxo
do lado de cá do Equador:
DOCTOR LOVE.




No comments:

Post a Comment