Saturday, March 25, 2017

COM VOCÊS, MAIS UM ELETRIZANTE EPISÓDIO (O 63°) DA SAGA CONJUGAL "AH, O AMOR"



— Conversa um pouco comigo.

— Sobre o quê?

— Sobre qualquer coisa. Esse seu jeito calado me aflige.

— Mas eu não tenho nada pra dizer.

— Não precisa ser nada excepcional. Diz alguma coisa. Como foi o seu dia?

— Normal.

— Não aconteceu nada digno de nota?

— Não.

— Vou dar um exemplo. O que você comeu no almoço?

— Fui no quilo.

— E o que você escolheu? Faz uma força para falar as coisas até o fim!

— Nem lembro o que eu comi. Que importa isso?

— Não precisa ser alguma coisa fantástica, original. As pessoas conversam pra manter o relacionamento aceso, pra se conhecer, pra dar opinião sobre o mundo, pra tanta coisa!

— Tá.

— Não vai falar nada?

— Mas não tenho nada pra falar.

— Me diz uma coisa. Você quer falar e não consegue? É isso?

— Não.

— Não te ocorre nada, nada? Nenhum pensamento?

— Assim, de repente, não.

— Mas que de repente é esse? Eu amo você, quero saber da sua vida, gosto de saber o que você pensa, as coisas que você fez. Não é de repente, a gente tá junto já faz um faz tempo.

— Mas eu sou assim. Tá tudo bem.

— Não me acostumo com isso. Ainda vou conseguir fazer você se abrir.

— Difícil.

— Isso é um jogo? Está me desafiando? Olha que eu também sei jogar. Não brinca comigo. Você não me conhece.

— Não é jogo, para.

— Olha, vou apelar. Tem de haver um jeito. A gente não transa mais, até você mudar de ideia.

— Que absurdo.

— Diz aí o que você fez hoje, com quem esteve, como foi o trabalho, se tinha trânsito, essas coisas. Se você não disser me declaro em greve de sexo.

— Vou me esforçar. Estive com meu irmão, o trabalho foi bem, o trânsito estava livre. Pronto. Agora a gente pode transar?

— De jeito nenhum. Sai pra lá!

— Mas eu fiz o que você pediu!

— Não é possível. Não é possível.




Luiz Antonio Guimarães Cancello
é Escritor, Psicólogo, Professor e Músico.
Foi editor, ao lado do poeta Jair Freitas,
da lendária revista cultural ARTÉRIA,
marco da Cultura Santista dos Anos 1980.
Possuí vários livros publicados,
alguns sobre Psicologia,
outros de Ficção,
que podem ser adquiridos
na Realejo Livros
(Marechal Deodoro, 2 , Tel: 13 3284-9146)
na Disqueria Santos
(Conselheiro Nébias, 850, Tel: 13 3232-4767)
ou pelo website
www.luizcancello.psc.com


O lançamento do livro AH, O AMOR,
com os textos da série reunidos
acntecerá dia 5 de Maio, 18h30,
na Realejo Livros, em Santos SP


SO LONG FAREWELL
AUF WIEDERSEHEN
GOODBYE
VERÃO!

No comments:

Post a Comment